Entre séculos, entre livros

Como complemento para os estudos, segue abaixo umas dicas de livros sobre os temas já abordado até aqui no blog. 

O maior dia da História

Imagem

Em ‘O maior dia da História’, Nicholas Best relata recortes do último ato da Primeira Grande Guerra. As ofensivas militares, a rendição alemã e todas as reviravoltas do fim da mais sangrenta guerra contadas a partir de material de fontes tanto militares quanto civis. Best relata a última semana da Primeira Guerra Mundial, até o seu desfecho. Neste livro, estão as histórias da fuga de Ludendorff, da recuperação do jovem soldado Adolf Hitler de um ataque a gás num hospital e tantas outras de pessoas públicas e comuns, que ocorreram no dia do Armistício.

Os Anarquistas na Revolução mexicana.

Imagem 

O livro apresentado um ótimo relato da Revolução Mexicana, além de uma análise pré e pós 1910 que dão uma idéia de todo no processo. Passa por uma síntese da história moderna mexicana, trata das origens do anarquismo Mexicano, do papel fundamental desenvolvido por Ricardo Flores Magón e do periódico Regeneración. Trata de analisar o processo revolucionário e a interação dos anarquistas com outras importantes figuras da Revolução como Emiliano Zapata e Pancho Villa e depois do processo de decadência da Revolução, ocorrida por alguns erros políticos por ele apontados. A pedido da Faísca o autor escreveu um apêndice com o nome de Magonismo e Zapatismo Hoje. Nele, o autor traz as experiências históricas para o dia de hoje avaliando os frutos contemporâneos da Revolução Mexicana.


 

Comunidades imaginadas

Imagem

Publicado originalmente em 1983, Comunidades Imaginadas logo se tornou um estudo clássico sobre o nacionalismo. Com erudição histórica e fôlego polêmico, Anderson estuda a emergência do sentimento nacional na era moderna e indaga suas perspectivas numa época de globalização crescente. 

O Imperialismo: Fase Superior do Capitalismo

Imagem

O Imperialismo, Fase Superior do Capitalismo permanece de extraordinária pertinência e validade para a análise e compreensão da natureza do capitalismo contemporâneo e do real conteúdo da sua actual vaga de “globalização”, tal como para a reafirmação do papel motor decisivo da luta de classes dos trabalhadores e dos povos para a superação revolucionária do capitalismo.

Fontes: http://books.google.com.br/books

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s