Entre séculos , entre filmes

OLGA

Sinopse Olga Benário (Camila Morgado) é uma militante comunista desde jovem, que é perseguida pela polícia e foge para Moscou, onde faz treinamento militar. Lá ela é encarregada de acompanhar Luís Carlos Prestes (Caco Ciocler) ao Brasil para liderar a Intentona Comunista de 1935, se apaixonando por ele na viagem. Com o fracasso da revolução, Olga é presa com Prestes. Grávida de 7 meses, é deportada pelo governo Vargas para a Alemanha nazista e tem sua filha Anita Leocádia na prisão. Afastada da filha, Olga é então enviada para o campo de concentração de Ravensbrück.

HOLOCAUSTO

Considerado uma das maiores atrocidades cometidas pelos seres humanos, o Holocausto de Adolf Hitler se caracteriza por perseguições seguidas de muitas mortes ao povo judeu. Estima-se que foram 6 milhões de pessoas mortas pelos nazistas, durante a Segunda Guerra Mundial. No entanto, nenhum sinal de ordem de escrita, destas mortes foi encontrado, levantando-se a questão de quem ordenou realmente o destino dessas pessoas. Nesta primeira parte da coleção Holocausto e os Crimes da Segunda Guerra os documentários “Nunca Mais”, “Libertação 1945” e “Eu Nunca te Esqueci” reúnem uma série de compilações com materiais inéditos sobre o que foi o sofrimento dos judeus e, como isto se tornou uma das principais tragédias da história da humanidade.

O ÚLTIMO BATALHÃO


Retrata a incursão do batalhão norte-americano comandado pelo major Charles White Whittlesey – que, na verdade, é advogado e não possui carreira militar. Em 1918, o grupo parte com a missão de tomar o controle do terminal ferroviário de Sedan, no norte da França, para romper a rede de distribuição de suprimentos dos alemães.
O escalão superior do exército admite o alto risco da operação e se conforma em perder muitos homens. Indignado, Whittlesey e classifica a missão como suicida, mas, antes de partir, recebe garantia de que seus homens serão apoiados por tropas francesas.

A GRANDE ILUSÃO

Durante a Primeira Guerra Mundial, em um campo de prisioneiros na fronteira franco-alemã, as dificuldades levam homens antes inimigos a se unirem. Os gestos de solidariedade prevalecem sobre o conceito de nacionalidade e razões políticas. As ligações entre os dois oficiais inimigos parecem mais fortes que as de soldados de um mesmo exército. Segundo Renoir, que serviu no Esquadrão de Reconhecimento de seu país durante a Primeira Guerra, este filme é baseado em fatos reais.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s